Japão aposta em tecnologia para cuidar de seus idosos

Mais de 26% da população do Japão tem 65 anos ou mais e cálculos apontam que até 2030, pelo menos um terço dos cidadãos japoneses serão idosos. Depois da Suécia e da Noruega, o Japão é um dos países em que a terceira idade desfruta da melhor qualidade de vida. E a tecnologia tem sido uma aliada.

Para ajudar as pessoas com demência, foram criados pequenos adesivos com códigos QR que estão sendo colocados nas unhas dos idosos em Iruma, uma cidade ao norte de Tóquio. O código armazena informações como nome, endereço e telefone de contato. O adesivo ainda é à prova d’água e permanece cerca de duas semanas grudado à unha.

Visando evitar acidentes de trânsito causados por motoristas idosos, a cidade de Wajima, no oeste do Japão, disponibilizou um serviço de carrinho de golfe. Estes são controlados por um ímã e sensores integrados. Neles, os idosos podem se deslocar até três quilômetros a uma velocidade entre 6 e 12 km/h sobre uma faixa eletromagnética escondida na pista. Os veículos têm motorista e contam ainda com cortinas para proteger os passageiros da chuva e do vento.

O país planeja ainda intensificar os investimentos em robôs voltados aos idosos. São máquinas que transportam as pessoas em seus braços, além de robôs que lembram animais de estimação e dão a sensação de companhia. Os japoneses não pretendem parar tão cedo com as inovações voltadas à população da terceira idade.

Fonte: Sempre Família

Preencha seus dados

Preencha corretamente que entraremos em contato o mais breve possível.