Conceito de velhice mudou

Com menos nascimentos e mais longevidade, cresce a participação de pessoas mais velhas no Brasil. Ao contrário dos estereótipos vistos na mídia e na publicidade, muitas dessas pessoas são ativas, produtivas e conectadas. Logo, o próprio conceito de velho passa por uma mudança.

Diferentemente do senso comum, a vida digital, em vez de criar barreiras entre as gerações, pode deixar essas fronteiras ainda menos nítidas. No YouTube, a troca de experiências intergeracionais é uma realidade. Diversos criadores usam a plataforma para produzir vídeos que derrubam os preconceitos da idade e criam um diálogo com pessoas de outras gerações.

Os smartphones, por exemplo, são associados com uma juventude conectada e nascida no digital. No entanto, os sinais deixados pelas buscas relacionadas podem gerar surpresa. Por exemplo, para cada 3 buscas por termos relacionados a “bengalas para idosos”, já existem duas relacionadas a “celulares para idosos”.

Existe uma relação direta entre longevidade e produtividade no trabalho: é o que indica um estudo feito em 35 países desenvolvidos. A razão para isso? Já tendo passado por vários estágios da vida, a pessoa madura gasta menos tempo que os jovens em atividades que demandam dedicação, como criar filhos ou adquirindo uma formação. Assim, o trabalhador sênior se torna mais comprometido com o trabalho e é muito mais rápido e seguro na tomada de decisões.

Fonte: Think With Google

Preencha seus dados

Preencha corretamente que entraremos em contato o mais breve possível.